AMIGOS de ANDRÉ MUSTAFÁ

domingo, 6 de setembro de 2015

MUSTAFÁ EXPLICA CIÊNCIA, ARTE E FILOSOFIA AOS EDUCANDOS

EDUCAÇÃO, CIÊNCIA, FILOSOFIA E ARTE


Se tentarmos descobrir a Origem do Universo, conheceremos a mente de Deus. A primeira pergunta que devemos nos inquirir é: Porque surgiu o universo? O Universo chegará em um fim um dia? Porque estamos aqui? De onde viemos? Porque o universo é como é? E porque o universo Existe? O Universo tem um inicio e um fim? E se tem como Eles são? É possível o Universo surgir do nada como previu o Big Ben? Existe alguma coisa antes Dessa Explosão? O que o Cientista Roger Penrose acredita é que existe um enorme buraco no espaço onde as coisas desaparecem. Então se matérias desaparecem do nada, talvez possam também aparecer do nada. Mas como existir um buraco no espaço? A resposta está na gravidade. A teoria geral sobre a relatividade de Albert Einstein, diz que a gravidade, não é apenas uma força de atração, mas que ela curva o espaço. Einstein descreve espaço e tempo como um tecido: planetas e estrelas fazem pressão sobre esse tecido e criam depressões. 


Assim Ele percebe que a gravidade não é uma força, mas as curvaturas nesse tecido. As depressões puxam objetos para dentro delas. Portanto o que vivenciamos como gravidade é a curva de espaço tempo ao nosso redor. E quando o tecido se estica a ponto de romper uma coisa dramaticamente acontece: abre-se um buraco no espaço. Um buraco onde coisas podem desaparecer. Essa cadeia tem inicio quando um estrela morre - Ela começa entrar em colapso, ficando cada vez menor e mais densa. Se uma estrela vinte vezes o tamanho do sol morre, isso tem um efeito violento sobre o tecido do espaço tempo. É um enorme pressão, tão grande que ele quase chega a se romper naquele ponto. A depressão é tão profundo que nada consegue sair dali. Nem mesmo a luz. E isso é conhecido como buraco negro. Qualquer objeto que tentar passar pelo buraco, será sugado. E no centro do buraco negro tem um centro de gravidade pura! Chamado Singuralidade. Podemos então dizer que na Singularidade o espaço e tempo terminam. A Singunlaridade é como um ralo... um buraco no espaço. Mas ao contrario poderia ser  verdadeiro? Ao invés de sugar tudo, o buraco explode para fora em uma chuva de espaço, matéria e tempo exatamente como prevê a teoria do Big Ben (a consagrada explosão que aconteceu a 14 bilhões de anos atras); Assim o universo (menor que um átomo) surgiu de dentro de uma Singularidade. Uma segunda questão é como para a expansão do universo (dessa Singularidade explodida) e porque essa explosão no fundo do buraco aconteceu? Costumavam acreditar que elétrons orbitavam ao redor de um núcleo de um átomo assim como planetas ao redor do sol, mas hoje cientista sabem que eletros surgem e desaparecem ao acaso. Eles podem até mesmo estar em mais de um lugar ao mesmo tempo. Em geral a gravidade não parecer ter um papel fundamental nesse mundo caótico. Entretanto no momento do Big Ben uma enorme matéria ficou reunida em um espaço minusculo portanto a gravidade deve ter exercido um papel. A Relatividade diz que nada pode existir dentro dos limite do buraco negro: tudo é sugado para dentro dele. Mas a Mecânica Quântica diz que nada está vazio. Ele está repleto de minúsculos pares de partículas que surgem e aniquilam umas as outras o tempo todo. Ondas de energia no espaço criam partículas minusculas e cada partícula tem uma ante-partícula (uma com energia positiva e outra com energia negativa). Esses pares surgem, mas colidem um ao outro.


Assim quando um par de partículas surgem na beira de um buraco negro, a partícula negativa cai no buraco e a positiva escapa como radiação liberando calor. Isso se chama Radiação Hawking. Essa revelação que algo pode escapar do buraco negro choca o mundo. No entanto a estrela Cygnus X-1 prova que a teoria existe. Então poderia alguma coisa sair do buraco negro quando ele explode? Se o buraco negro é semelhante ao Big Bem, será que o buraco negro liberaria uma ebulição de alta energia de partícula como no inicio do universo? Um buraco negro poderia ser uma mine versão do momento da criação. Mas a busca de um buraco negro no universo é realmente muito difícil. Ha uma enxurrada de raios gamas oriundo de estrelas explodindo no universo que poderia mascarar um buraco negro que também está explodindo. Toda via no momento seguinte ao Big Ben algo estranho acontece com a gravidade. Por alguma razão seu mecanismo subitamente muda e Ela fica mais fraca e isso é crucial para nossa existência hoje. Na verdade a gravidade é uma força menos compreendida na natureza. Ela é muito mais fraca o que as demais forças. Por exemplo, consideremos então o eletro magnetismo é a força que rasga nossos ceus em tempestades violentas, o eletro magnetismo também reúne átomos em tudo que vemos ao nosso redor. No momento do Big Bem os cientistas acreditam que eletro magnetismo e gravidade tiveram a mesmo força e a medida que o universo se expande a gravidade fica cada vez mais fraca. Ninguem sabe explicar esse motivo. Mas a Teoria das Cordas, criada pelo físico Michel Green representa uma mudança profunda de como pensamos o universo. Ele explica que todo o universo é feito com cordas em vibração: Uma malha, em que todos nós e tudo é feito e se movimenta em cordas. 


O mundo ao nosso redor é feita de três dimensões espaciais: largura, altura e comprimento. Entretanto Green acredita que estamos circulados pelo menos ao redor de nove dimensões. Ele acredita que essas dimensões estão ocultas em nosso visão. Mas como poderiam ter dimensões que não percebemos??? As dimensões extras estejam enroladas umas as outras: enroladas em minúsculos nós tão pequenos que não conseguimos ve-los. Mas o fato de não vermos, não significa que não exerçam um profundo impacto sobre o universo em que vivemos. Assim essas dimensões extras explicam porque a gravidade é tão fraca. Então se na hora do Big Ben a gravidade foi forte, mas então o universo se expandiu e a gravidade se espalhou nas dimensões extras enfraquecendo-se.






André Mustafá então, junto com seus educandos faz uma analogia com a musica: quando estou perto do instrumento musical, ele é alto e a medida que eu me afasto ele fica mais baixa. A musica se dispersa em diversas direções e vai ficando baixa. Mas ao invés de musica estejamos falando de gravidade e imagine que existam dimensões extras no espaço em que a gravidade pode se espalhar cada vez mais. O maior numero de dimensões no espaço significa mais direções para se espalhar, deixando a gravidade mais fraca. O fato da gravidade ficar mais fraca impede que o universo entre em colapso. Os cientistas afirma que as dimensões extras aprisionam a gravidade. O problema que nada disso foi comprovado. Isso só existe no papel. Mas se o Big Ben aconteceu uma vez, poderia acontecer novamente? Em caso afirmativo haveria outros universos alem do nosso? Bem vindos ao Multiverso diz André Mustafá junto aos seus educandos. Stephen Hawking acredita que o nosso universo está contido dentro de uma bolha, rodeadas por outras bolhas, cada uma delas contendo um universo inteiro. 

Educador André Mustafá
Campinas / SP - 2015

Então poderíamos contactar vida inteligente em outras bolhas, não apenas em outros planetas? Mas ainda é muito difícil viajar de um universo a outro, mas uma coisa é certa: SE VOCÊ CAIR EM UM BURACO NEGRO, NÃO DESISTA, VOCÊ CONSEGUE SAIR DELE.

(Texto baseado em estudos científicos sobre a expansão do universo).