AMIGOS de ANDRÉ MUSTAFÁ

sábado, 17 de julho de 2010

Drumond e André Mustafá (CLICK AQUI)



Fronteira física entre o corpo e a dimensão espacial ao entorno. Dentro dessa extensão pele, encontramos a Arte de Mustafá; uma poética expandida no corpo, camadas sob camadas, pensamentos e relações. Perspectivas na qual visualizamos a sua relação do corpo e objetos para além de seus limites físicos recheados de subjetividades. Anseios e inquietações pensamento por vezes invertendo objeto-corpo em uma evidencia de " não corpo".

3ª. Pele resgata uma certa consciência das extensões do corpo e objetos do cotidiano do autor em seus fluxos; assumindo ao observador novos critérios de referencia.
O autor nos envolve em sua membrana que permeia também nosso universo cotidiano e talvez despercebido a um nível artístico. O artista abre sua casa-corpo, e o observador a partir do seu repertório, interage com a obra. Como já dizia Merleau Poty: "O que se vê não pertence ao objeto; pertence ao universo

 Marília Galvão