AMIGOS de ANDRÉ MUSTAFÁ

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

A FANTASIA E OUTROS MOTIVOS


A largada da corrida de São Silvestre é um evento único no País que marca espaço na avenida Paulista em São Paulo, não só pela corrida em sí, mas por um forte movimento cultural, político e social que poucas são as vezes que cameras e refletores se debruçam sobre esse prisma. O diretor de teatro, pesquisador e arte educador André Mustafá esteve nos bastidores da São Silvestre e percebeu um universo paralelo de desejos, gritos de liberdade, unidos à muita alegria, divertimento e organização do Evento.

No ultimo dia do ano na São Silvestre todos querem mostrar suas fantasias, seus desejos para o ano novo, se reunir com outros artistas, amigos, familiares... trocar idéias e informações de como pensam e age cada cidadão em seus universos particularizados. Neste dia, o Brasil na Paulista reúnem de norte ao sul, de leste a oeste povos do mundo. Uma comunhão cultura!!!! Crenças políticas, religiosas, étnicas que integram e interagem com jovens, crianças e adultos em um espaço sem violência.

Cada estado representado e mobilizado para estar presente; de corpo e alma na São Silvestre. Não é um simples dia na vida de estudantes, trabalhadores, pai de familia, irmão ou primo... É o dia em que o homem se transforma naquilo que deseja e se mostra para o mundo!!! O sonho torna-se realidade. A imagem fala por mil palavras e todos estão loucos por dizer alguma coisa que o ano todo não tiveram oportunidade de falar, de se expressar. 


Mustafá concorda com Mary Weinstein em um artigo publicado no site "etnocenologia.org" que Ela  apontam o sentido do futuro, com infovias cruzando espaços, e telecomputadores construindo novas realidades, fala-se, mais e mais, sobre o patrimônio material e o imaterial, paulatinamente sedimentados pela continuidade das expressões que os formaram e que seguiram se desenvolvendo. Esses patrimônios são como referências para a sociabilidade, para as relações de existência de comunidades não necessariamente virtuais. E é comum categorizarem-se as duas modalidades, como se elas pudessem ser desconectadas uma da outra.

Assim participar da São Silvestre e de tantos outros eventos culturais à céu aberto que acontecem em todo o Brasil e no mundo é uma forma de não somente preserva o patrimônio imaterial, mas manter tradições, costumes, e padrões de vida que são resiginificados no universo virtual que muitas vezes comunga de uma valores sensoriais perdidos no tempo e no espaço. "Vá para rua, abra os braços, comungue com a vida e deixe a própria natureza das coisas lhe recriar. Isso não lhe fará perder sua ideologia, pelo contrário fortificará laços com seus pressupostos e desatará nós preconceituoso" (André Mustafá).

André Mustafá acredita nessa material massa composta por sonhos de interações espontâneas, que vive por si só: sem esforços múltiplos, mas com a interação de muitos.